quarta-feira, 12 de dezembro de 2007

Fé e Ação

Duas pequenas meninas estavam a caminho da escola pela manhã. havendo se atrasado na saída, elas estavam receosas de que não chegariam na hora. Uma delas, virando-se para a outra, falou: "Vamos nos ajoelhar aqui e pedir a Deus que não nos deixe chegar tarde." A outra replicou: "Não, eu vou correr o mais rápido que puder, orando para que Deus me ajude a chegar na hora certa." É fácil saber qual das duas teve a melhor idéia a respeito de oração e fé em Deus. Será que aquela que correu enquanto orava confiava menos em Deus do que a outra?

Como temos exercitado a nossa fé? Ajoelhamo-nos em um canto do quarto pedindo a Deus por uma bênção especial e depois sentamo-nos tranquilamente a espera que Ele nos atenda ou ao mesmo tempo que oramos, esforçamo-nos por alcançar aquilo que pedimos, crendo que contaremos com a plena ajuda do Senhor em nosso propósito?

Às vezes queixamo-nos por Deus não nos ter atendido. Queremos a Sua direção para alcançarmos a vitória mas não nos mexemos um passo sequer para que nos conduza até lá. Sentamos e aguardamos que a bênção caia diretamente em nossas mãos. Podemos confiar que o Senhor está pronto a nos ajudar, mas nossa fé precisa ser traduzida em ação de nossa parte em busca da conquista.

Davi, ao enfrentar o gigante Golias, não sentou e esperou que Deus batalhasse por ele. Confiou em Deus dizendo: "Eu vou contra ti na força do Senhor."

Deus tem todo tipo de bênçãos de que necessitamos. A nossa parte é crer e empenharmo-nos por alcançá-las.

"Eis que Deus é a minha salvação; eu confiarei e não temerei porque o Senhor, sim o Senhor é a minha força e o meu cântico; e se tornou a minha salvação" (Isaías 12:2).

Nenhum comentário: